terça-feira, 28 de junho de 2016

Rostos da Utopia!



Folio Educa 2016


Aqui vai o que publiquei no meu blogue Laredo
Beijos e abraços.

Folio (Festival Literário Internacional de Óbidos) já está em andamento. Incluído no Folio Educa a oficina Oceanutópicos (batizada assim por votação dos jovens participantes) já começou no agrupamento de escolas Reynaldo dos Santos em Vila Franca de Xira. Uma oficina que cruza a temática do livro Utopia de Thomas Moro com a urgência de pensar o mar. As sessões vêm realizando-se na bela biblioteca escolar da escola mãe do agrupamento e reúnem 20 participantes do 4º,8º e 11º ano num diálogo democrático e participado, transversal às diferentes idades em presença. Optámos pelo trabalho em pequenos grupos de reflexão temática que produziram pequenos textos afirmativos onde se propõem visões de futuro para os mares num exercício de transgressão criativa que vai crescendo a cada nova sessão realizada na Biblioteca escolar. Em debate tem estado a forma como vamos partilhar o pensado e escrito pelas ruas de Óbidos, cativando transeuntes e alunos das escolas locais, para o tema da Utopia com sabor a Mar. Peço que nos desculpem por não divulgarmos (ainda) o que estamos a preparar – Não queremos estragar a surpresa. Uma palavra de apreço à Professora Bibliotecária Hermínia Falcão e à Curadora do Folio Educa Maria José Vitorino (Laredo Associação Cultural) por aturarem as nossas utopias. 

sábado, 18 de junho de 2016

Fomos uns privilegiados!



Não é sorte, é trabalho! ... por isso vamos estar na 2ª edição do FOLIO, Festival Literário Internacional de Óbidos.

"Oficianámos" nos dias 19 e 24 de maio, com o grande apoio do nosso mediador Miguel Horta, e aqui fica uma parte do trabalho utópico, ou talvez não, sobre o Mar.


video

Mas ainda há muito a trabalhar...


Vamos trocar ideias, curiosidades, sonhos, utopias... para construir "um mundo infinito de possibilidades".

Pois no dia 28 de setembro, 4ªfeira, estaremos para, de uma maneira divertida e inovadora, partilhar experiências e aprendizagens que adquirimos com a nossa Oficina de mediação leitora, rentabilizando o nosso projeto Ler+Mar e valorizando uma leitura da Utopia.

Vamos então pôr a cabeça a "trabutopiar"! 


Olhem como trabalhámos e "utopámos"!